Sobre o Brasileirão

8 05 2010

Ao mesmo tempo em que sou obrigado a conviver com a vergonhosa manipulação do noticiário, sobra ainda tempo para acompanhar os jogos do Brasileirão 2010. Mas, antes de tentar dar os pitacos sobre os jogos da rodada, algo que farei a cada semana, quero discorrer aqui um pouco sobre a verdadeira patrulha de boa parte da mídia ‘paulista/carioca’ contra o presidente do Corinthians e contra o Luxemburgo – e o que eu acredito que esteja por trás desta ‘patrulha’ da direita rancorosa que também está no jornalismo esportivo.

Tanto Andrés Sanchez, presidente do Corinthians, quanto o Luxemburgo cometem dois pecados mortais: são petistas, pró-Lula. Tanto assim que alguns cronistas e blogueiros de SP deixaram de lado, por um momento, a disputa entre os dois bairrismos e se uniram em ver na vitória do Fla, a vitória do Psdb ao qual a presidenta Patrícia Amorim é filiada.

Mas vamos pois aos palpites – só Série A

1ª rodada – jogos de sábado dia 08 de maio

Botafogo e Santos – vou de Botafogo, porque o Santos tá de olho na Copa do Brasil.

Palmeiras e Vitória – sou Vitória desde criancinha. Diria até que o Palmeiras, time do Serra, é candidato ao rebaixamento.

Atlético GO e Grêmio – mesmo com toda paixão pelo tricolor gaúcho, claro está que se trata de jogo para que o Atlético (estranhamente patrocinado por empresas envolvidas no Mensalão do Dem, aqui em Brasília) ganhe os 3 pontos e assim confirme a minha expectativa de que será o ‘time’ 10 primeiras rodadas (depois vai faltar elenco).

Domingo – dia 09 de maio

Flamengo x São Paulo – vou de São Paulo, com a estréia de Fernandão e o Fla nas nuvens depois de ter conquistado a admiração dos jornalistas esportivos de SP.

Atlético-MG x Vasco – claro que será Galo na cabeça, com direito a dois gols de Tardelli, o Diego que deveria estar na seleção, mas vãp levar o zé cachaça do Adriano em seu lugar…

Internacional x Cruzeiro – o colorado do atero de Porto Alegre vai com os reservas, que são melhores que os titulares. Mesmo assim vou de Cruzeiro, que será o campeão da Libertadores 2010.

Corinthians x Atlético-PR – Jogo que o ‘Curintia’ deve vencer, ainda que com o processo de desmobilização pela desclassificação na LIbertadores. Mas vai enfrentar o Atlético-PR, sério candidato ao rebaixamento.

Ceará x Fluminense – joguinho que vais er brabo de assistir. No Flu, o chorão do Murici vai ter oportunidade de mostrar que sabe treinar times com elencos limitados. Seus últimos trabalhos, foram uma vergonha para quem já tem tantas conquistas. Memso acreditando que o ceará voltará para a B em 2011, neste jogo creio que o ‘Vovô’ deve vencer…

Guarani x Goiás – Outro jogo brabo. Mas acho que dá Goiás. O Guarnai depois de ter subido para a Serie A do Brasileirão deste ano, só vem acumulando resultados e desempenhos pífios…

Avaí x Grêmio Prudente – Vou de Avaí, que desmancho o time, mas tinha bom elenco. Vai penar na continuidade da competição por conta de ter esfacelado seu plantel… mas por enquanto, vai afzer boa figura…





O embusteiro – 3

8 05 2010

Uma coisa ninguém pode negar: José Serra é uma pessoa extremamente coerente. Sempre foi contra o Brasil, sempre foi a favor da privatização do Banco do Brasil, da Caixa, da Petrobrás, sempre foi contra uma empresa estatal para eliminar a pilantragem do sistema de banda larga que no Brasil ficou só nas mãos da iniciativa privada (e como consequência, nós brasileiros temos a internet mais cara do mundo e também o pior serviço do mundo).

Ou seja: coerência é algo muito importante para Serra.

Ou como esquecer a prioridade que ele sempre dedicou a destruição dos serviços públicos? Ou não é uma questão de coerência quando alguém atua de modo sistemático e continuado no controle de sua bancada na Assembléia Legislativa (de SP), proibindo qualquer CPI ou investigação?

Eu reconheço no Serra este aspecto muito importante: ele nunca escondeu de ninguém que é contra o Brasil e contra os brasileiros. Contra os servidores públicos e contra os trabalhadores. Contra a integração latino-americana. Luta e se posiciona pela criminalização dos movimentos sociais – sua mentora em termos de democracia é a Kátia Abreu.

A coerência de Serra é algo a ser muito destacado, principalmente porque serve para mostra os riscos aos quais a sociedade brasileira está sujeita caso o ‘sujeito’ seja eleito. Por isso é no mínimo patético observar trabalhador dizendo que vai votar no Serra. Por isso é demonstração de extrema estupidez algum servidor público defender a candidatura do ‘coisa’.

Dia destes, conversando com funcionários do BB, perguntei: saudades dos tempos de FHC? Diante do sonoro e enérgico não,  perguntei: e como vocês explicam que mesmo depois de tudo que FHC fez contra os funcionários do BB, contra o BB, contra a Previ… como explicar… como entender… como aceitar alguém do BB votando em Serra? A resposta: é que tem bancário que é masoquista…

Para relembrar quem já esqueceu… Serra foi Constiuinte e estes foram seus votos em temas e assuntos que dizem, que falam diretamente ao trabalhador brasileiro:

a) votou contra a redução da jornada de trabalho para 40 horas;
b) votou contra garantias ao trabalhador de estabilidade no emprego;
c) votou contra a implantação de Comissão de Fábrica nas indústrias;
d) votou contra o monopólio nacional da distribuição do petróleo;
e) negou seu voto pelo direito de greve;
f) negou seu voto pelo abono de férias de 1/3 do salário;
g) negou seu voto pelo aviso prévio proporcional;
h) negou seu voto pela estabilidade do dirigente sindical;
i) negou seu voto para garantir 30 dias de aviso prévio;
j) negou seu voto pela garantia do salário mínimo real;

Fonte: DIAP — “Quem foi quem na Constituinte”;pag. 621.

Ou seja: ele não é contra os trabalhadores de hoje, da mesma forma que sempre foi contra o Brasil e os servidores públicos…