FHC, o ressuscitado

12 05 2010

Existem coisas, fatos e acontecimentos que de tão óbvios, a gente fica com a certeza de que só mesmo a leviandade da mídia para trazê-los uma vez mais para algum destaque. Exemplo de situação assim é a preocupação das elites em colocar FHC em destaque. Em tirá-lo do caixão no qual a história o colocou, como um morto vivo sem sentido, sem valor e sem respaldo…

É algo totalmente fora de lógica ou sentido, mas pelo fato de ter um ego exaltado, percebe-se que ele cumpre a sua parte num jogo ridículo. No fim de semana, por exemplo, quando Serra fica dormindo – ele mesmo foi quem disse que não gosta de trabalhar antes do meio dia e que depois das 18h sente sono – os meios de comunicação via de regra tentam preencher o vazio de assuntos pró-eles, com as opiniões de quem é o presidente com pior avaliação pela sociedade. Pior até do que Sarney, que entregou o poder com 84% de inflação mensal (e alguém consegue saber por que a direitona esclerosada e esquisofrênica ainda escuta as opiniões e os conselhos do Mailson da Nóbrega?) ou o Collor, defenestrado da presidência não pelos escândalos ou pela coeeupção, mas por ter pensado (e por isso conseguiu o apoio do Brizola) em não renovar as concessões da TV Globo e incentivado abertamete a formação da CNT.

Pois bem: FHC tem avaliação pior. É a negação do Brasil que os brasileiros querem e vão construir. Mesmo contra as elites que se esmeram na arte de dilapidar o patrimônio público.

FHC fala e o candidato dele reaparece mais estressado, dando esporro até em quem o bajula (escute aqui – http://cbn.globoradio.globo.com/Player/player.htm?audio=2010%2Fnoticias%2Fjuros_100510&OAS_sitepage=cbn/editorias/politica). É algo patético e vergonhoso pensar que uma pessoa assim quer ser presidente. Não tem estrutura emocional, não tem qualificação profissional (apresenta-se como economista, o que ele definitivamente não é) e pior: é mais intervencionista do que a própria Dilma Rousseff – que sabe respeitar as instâncias e tem um compromisso coma  democracia que está ausente em José Serra.

Mas… voltemos a FHC…

Dia destes, ao fazer minha caminhada matinal, me deparei com um anúncio para um livro, lançado pela Civilização Brasileira. Posso estar enganado, mas acho que o título é ‘Relembrando o que escrevi’. Mas não foi este mesmo cidadão que pediu para que todos esquecessem o que ele escreveu? Que na presidência da República fez a mais vergonhosa transferência de patrimônio público para amigos?

Na verdade… bem… na verdade…

FHC é um caso patético da senilidade e da falta de respeito com a sua já escassa reputação de ex-presidente…


Ações

Informação

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: