No DF, Rosso joga pesado para ser candidato

14 06 2010

Rogério Rosso, aquele que se elegeu chefe do Buriti com os votos do povo do Mensalão do Demo e que havia assumido o compromisso de não ser candidato a governador, parece que foi picado pela mosca azul da ambição pelo poder. E agora quer melar a aliança entre PT e PMDB com vistas as eleições em outubro deste ano.

Contando com o poder da sua caneta, Rosso tem usado a máquina administrativa do GDF para ir nomeando pessoas do PMDB que supostamente estariam com Felippelli e assim virar o jogo antes da convenção marcada para o proximo fim de semana.

O vale tudo tem sido incentivado de modo ostensivo pelo ex-governador Roriz, a quem Rosso devota especial lealdade. Outro ponto de apoio usado por Rosso é um grupo de peemedebistas que antes mandavam na máquina do PMDB e que hoje se sentem alijados – Pedro Passos, Benício Tavares, Divino Alves, Odilon Aires, Eurides Brito – que tentam de todas as maneiras melar a aliança.

Resta saber se Rosso e seus operadores terão tempo e cacife para reverter o domínio de Felippelli no Diretório do PMDB aqui no DF.

Anúncios

Acções

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: