Insanidade e desespero da oposição

19 06 2010

Cada vez que eu vejo o deputado Fruet na TV, lembnro de duas cosias: de alguém que esqueceu de tomar o remédio e está prestes a ter um surto e também aquele episódio que mancha a sua biografia dando conta da sua nada salutar prática de confiscar parte dos salários dos ‘seus’ servidores para aumentar o seu mísero salário. Até hoje soa estranho o recuo dos funcionários, mas convenhamos… é algo plenamente condizente com o seu estapafúrdio e vergonhoso papel federal de quarta linha.

Mas nada supera a sua mais vergonhosa pérola: a imbecilidade permanente. Ele, por sinal, tem dois bons e fiéis tucanos que rivalizam com ele na nada nobre arte de protagonizarem o besteirol. Fazem de tudo por aparecer. Um deles é o senador Álvaro Dias, que faz dossiês e depois diz que outros fizeram. E tem ainda o Demóstenas Torres, do Demo-GO, que conseguiu emplacar na Veja, mas lá qualquer porcaria vira notícia, basta pagar como fez o Arruda – por sinal muito amigo de Demóstenes, Fruet e Álvaro. Voltando: Demóstenes inventou a história do grampo de sua conversa com Gilmar Mendes – algo que NINGUÉM tem a coragem de dizer que efetivamente existiu. É um trio, mas se a gente olhar com um pouco mais de estômago, desacobre muitos outros.

Como é sabido de alguns, a oposição tentou infiltrar um agenteseu dentro da estrutura de Dilma. Não conseguiu e para sair de vítima, disse, e a mídia sem vergonha e patife que existe no Brasil aceitou, que eram os petistas que queriam os serviços.

A conversa – sabe-se agora que foram duas conversas – envolveram CINCO pessoas. O que este energúmeno do Fruet fez? Aprovou na Câmara dos Deputados o requerimento para que fossem ouvidos os envolvidos. Qualquer criança sabe que o correto, o decente, o justo e o equilibrado seria convocar os CINCO envolvidos.

Mas o Fruet, mostrando que realmente anda esquecendo de tomar os seus remédinhos, convocou apenas o Onézimo, exatamente aquele que era a figura central da estratégia deles de inserirem alguém dentro do bunker da Dilma e do PT. E não venham me dizer que chamaram o Dadá… ele só vai aparecer quando for convencido financeiramente a referendar a versão que oposição e mídia precisam. Se não aceitar mentir, não será escutado…

Por vezes, a gente fica coma  firme convicção de que a oposição e a mídia já fizeram tudo, já armaram todas as barbaridades e… eles se superam… Mas esta armação, este circo de horrores de escutar apenas uma parte dos envolvidos, de não confrontar versões, de não afzer a devida acareação das partes – esta é uma inovação que demonstra o quanto a oposição – tucanos, demos, boa parte do judiciário e a mídia porca e imunda – está perdida, desesperada e sem rumo.

Imagine-se o que pode acontecer depois de outubro – caso se confirmem todos os indicativos de vitóris de Dilma Rousseff já no 1º turno das eleições presidenciais.

Imagine-se o que este grupo de insanos – do padrão do Fruet – serão capazes de fazer…

Anúncios

Acções

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: