Um dia sem a TV Globo

23 06 2010

Vamos apoiar…





Ibope confirma: Dilma em 1º lugar

23 06 2010

Nada poderia ser pior para Serra do que ser ultrapassado por Dilma depois de ser amplamente veiculado – inclusive afrontando a Lei – na propaganda partidária de siglas de aluguel como PPS, PTB e DEM. Sem vice, baqueado nas pesquisas e visivelmente despreparado, Serra sente o acelerado processo de abandono do qual está sendo vítima.

Até mesmo FHC começa a dizer que é pouco provável uma vitória dele (Serra). Só mesmo os meios de comunicação insistem em conceder generosos e privilegiados espaços em seus telejornais. São as revistas tipo Veja, Isto É e Época que ainda buscam mostrá-lo como alguém vivo. Mas é um cadáver. É um resto que perambula, que infecta a vida política nacional mas que entrará pelo ralo da história.

E para lá irão ele, FHC, o Demo e outros.

A matéria está no portal do Uol e vai aqui transcrita na íntegra.

Pesquisa CNI/Ibope: Dilma tem 40%, contra 35% de Serra

Camila Campanerut

Do UOL Eleições Em Brasília

Pesquisa Ibope encomendada pela CNI (Confederação Nacional da Indústria) para a eleição presidencial, divulgada nesta quarta-feira (23) em Brasília, mostra a candidata Dilma Rousseff (PT) com 40% das intenções de voto, contra 35% do candidato José Serra (PSDB) e 9% da candidata Marina Silva (PV). Votos brancos e nulos somam 12%. Não responderam 8% dos entrevistados. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Esta é a primeira vez em que a candidata petista aparece à frente do tucano em uma pesquisa com uma diferença que ultrapassa a margem de erro. Na última pesquisa CNI/Ibope, divulgada em 17 de março, Serra aparecia com 38%, contra 33% de Dilma e 8% de Marina. Brancos e nulos somavam 12%; 8% não responderam. Dilma aparece na frente também na simulação de 2º turno.

A petista tem 45%, contra 38% de Serra. Brancos e nulos somam 8%, enquanto 9% não sabem ou não responderam.

Na simulação de 2º turno da pesquisa anterior, o tucano aparecia com 44%, contra 39% da petista. Brancos e nulos somavam 10%, e 7% não responderam.

Quando a simulação é feita entre Dilma e Marina, a petista aparece com 53%, contra 19% da presidenciável do PV. Brancos ou nulos representam 15%; 13% não sabem ou não responderam. Em 17 de março, a simulação de 2º turno entre Dilma e Marina dava 48% para a petista, 11% para a ex-ministra do Meio Ambiente, 22% de brancos e nulos e 12% que não responderam.

Já entre Serra e Marina, o tucano fica com 49%, contra 22% da candidata verde. Brancos ou nulos somam 16% e não sabem ou não responderam, 13%. A pesquisa anterior dava 55% para o candidato do PSDB, contra 17% da candidata do PV, 18% entre brancos e nulos e 9% que não responderam.

Na espontânea, Dilma tem 22%, Serra tem 16%, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva aparece com 9%, Marina tem 3% e o ex-governador mineiro Aécio Neves (PSDB) tem 1%. Brancos e nulos somam 7%, e 40% não sabem.

A última pesquisa que mediu a intenção de votos para os presidenciáveis, contratada pela Rede Globo e pelo jornal ‘O Estado de São Paulo’ e divulgada em 5 de junho, apontava Serra e Dilma empatados com 37%.

Conhecimento de Dilma

O levantamento CNI/Ibope identificou um aumento no conhecimento da candidata petista pelo eleitorado. Hoje, 73% sabem que Dilma Rousseff é apoiada pelo presidente Lula. Em março, o índice era de 58%.

Foram entrevistadas 2.002 pessoas entre os dias 19 e 21 de junho, em 140 municípios do país. O número de registro da pesquisa no TSE é 16292/2010.

Indecisos

O diretor de operações da CNI, Rafael Lucchesi, afirma que o elevado grau de indecisos demonstra que a disputa pelo eleitorado “ainda está em suas etapas iniciais, se aquecendo”, uma vez que, em março, 42 % dos entrevistados não sabiam em quem votar. No último levantamento, o índice teve uma leve redução e está em 40%.





O Dunga me obrigou a torcer pelo Brasil

23 06 2010

Todos nós somos movidos por ódios e paixões. A razão é só uma fuga, quando o coração está em dúvida. Desde a confirmação do Dunga como treinador, tinha decidido torcer pra Argentina. Eu sabia que Dunga era vingativo demais para perdoar Ronaldinho pelos dribles humilhantes em um Grenal de 1999. Também sabia de antemão que jamais convocaria Vitor, por ele jogar no Grêmio.

Também sei, por gaúcho que sou, que Dunga sempre foi um cara de direita, inclusive apadrinhado e fazia campanha para o povo da Arena e do PDS. Certamente é eleitor do Serra. Da Yeda. Enfim, politicamente é um cara que não possui uma visão do que seja o compromisso com os setores e segmentos democráticos da sociedade.

Certo de minhas convicções, passei a torcer pela Argentina. Afinal de contas, ela tem Messi. Tem Maradona. E não tem Dunga.

E assim fiquei com as minhas convicções e minhas certezas.

Mas a Globo me fez mudar de idéia. Depois do jogo do Brasil contra a Costa do Marfim.

Dispensei a camiseta da Argentina. Comprei duas da Seleção Brasileira.

A Globo fez eu mudar de idéia.

Ao partir para o ataque contra o Dunga, que por sua vez revidou bem no seu estilo de jogador limitado, mas disciplinado, o povo da Globo não sabia que havia em Dunga um viés de dignidade que anda ausente dos nossos homens públicos, todos babões da Globo. Ao afrontar a poderosa Globo – algo que nem o Lula com seus mais de 80% de avaliação positiva teve coragem – Dunga mostrou que é possível ter dignidade e não aceitar o achincalhe de quem se pensa dona do Brasil. Lula, por sinal, nesta questão de manter o apoio financeiro aos veículos que batem no Brasil revelou que o pragmatismo em excesso é pernicioso poara o Brasil. Mas também o que dizer, se este memso Lula transformou o seu governo numa pequena sucursal da Globo?

Voltando ao Dunga…

Ao afrontar a Globo. Ao não permitir as exclusividades e benefícios dos deuses da Globo, Dunga revelou ao Brasil que é possível sim dizer não à chantagem. O Lula, que recebeu o Dunga antes dele ir para a África, deveria chamá-lo a um canto e perguntar: de onde você tirou esta coragem. Sim, o Lula precisa imitar o Dunga e mandar o pessoal da Globo pra merda.

Mas o Lula não é Dunga, infelizmente.

Mas foi o colorado Dunga. O antigremista Dunga, com sua hombridade, com sua coragem, quem fez eu torcer pelo Brasil de novo. Mas eu queria que esta coragem do Dunga contaminasse o Lula, ele que gosta tanto de futebol – mesmo sendo torcedor do Corinthinas (time, onde, por sinal, Dunga também andou quebrando a bola).

Há duas chagas no governo Lula – uma é esta dele mandar seu governo ficar de joelhos e despejar dinheiro nos veículos que são contra o Brasil (grupo RBS, Folha, Globo, Veja, Estadão, Band e alguns gatos pingados). O outro é deixar esta raposa do Meirelles tomando conta do galinheiro.

Mas ainda bem que temos o Dunga. Ele mando a Globo para o lugar dela: para ser igual a qualquer outra emissora. Não é possível tolerar esta chantagem permanente. Quem é jornalista. Quem já trabalhou em qualquer veículo, sabe que os coleguinhas da Globo são uns profissionais muito filhos da puta. Não repseitam os colegas de profissão. Tivéssemos um Conselho Nacional de Jornalismo e eles certamente seriuam proibidos de exercer a profissão. Tal a arrogância. Tal a empáfia.

Claro que o exercício da arrogância deles é amparado na babação de ovos de quem vai ser entrevistado. Pode ser o Lula. Pode ser o sindicalista. Pode ser quem quer que seja. Eles gostam de endeusar o povo da Globo.

Mas ainda bem que temos o Dunga. O Dunga foi o primeiro – depois do velho Brizola – a  ter culhões para mandar o povo da Globo pro raio que os parta.

Digo mais: o Dunga não foi contra a Globo. O Dunga foia  favor do Brasil.

Digo: o Dunga não foi contra os jornalistas. O Dunga foia  favor da igualdade.

Insisto: o Lula precisa se espelhar no Dunga. Precis ater culhões como Dunga e Brizola tiveram. Precisa aprender que não pdoe uma empresa de Tv – que é concessão do Estado – estar acima da Lei (como neste episódio da TV Globo SP).

A Globo vive de chantagear o Governo, o PT e tudo mais porque o Brizola se foi e o Dunga é um só. Claro que vai perder o emprego depois da Copa. Mas ele mostrou uma dignidade que é rara neste País onde os políticos de TODOS os partidos vivem de bajular o povo da Globo.

O que a Globo não sabia é que ainda havia Dunga. Ela pensou que mandava no Brasil. Ela tinha certeza que mandava no Brasil.

Ao não aceitar os privilégios, Dunga fez de mim o mais ferrenho torcedor da Seleção Brasileira.

Obrigado, Dunga!





Rodoviários de Brasília mantêm a greve

23 06 2010

Mesmo lutando contra os patrões e uma estranha aliança entre eles e o Judiciário de Brasília, que se mostra solicito e acolhedor a todas as pretensões dos empregadores, os Rodoviários mostraram mais uma vez na assembléia deste fimd e tarde (22) que não irão se deixar chantagear pelas determinações ‘judiciais’ que fizeram aumentar a multa diária de R$ 100 mil para R$ 200 mil caso a categoria não mantenha 60% da frota rodando.
Na verdade, este percentual é uma hiresia, tendo em vista que só pode ter sido definido por quem não conhece a mecânica do transporte coletivo de Brasília ou então por quem só buscou informação de uma fonte.
Mas, tirante as questões suspeitas, a verdade é que os Rodoviários de Brasília entram nesta quarta-feira em seu terceiro dia de greve, com 100% de adesão – pelo fato de que os ônibus das empresas para buscar os motoristas e cobradores também não estão circulando.
Na Assembléia realizada no fim de tarde, os rodoviários decidiram manter a paralisação. Até porque os empresários, cientes de contarem com o respaldo do Judiciário, ainda não apresentaram nenhuma proposta de negociação.
Os trabalhadores reivindicam aumento salarial de 20%, plano de saúde e manutenção das cláusulas sociais.