O ódio de um Padre

10 10 2010

Impressiona o ódio ferrenho, cego (algum ódio não cega?) e totalmente fora de nexo que é propagada pelas redes sociais, mormente twitter, por alguém que se apresenta como ‘padre’. Trata-se do papel perverso e vergonhoso de um tal Pe. Rodrigo Flaibam (@pe_rodrigo) Ass. de Comunicação da Arquidiocese de Campinas. De modo covarde, vil e desrespeitoso, está usando a sua condição de padreco para atacar Dilma, disseminando mentiras. Tenho dúvidas acerca da formação destes padrecos, porque pelo que dizem, pelo que praticam (pedofilia, inclusive), parece que não apenas não leram a Bíblia como ainda se esmeram em blasfemar contra a Palavra de Deus.
Me pergunto: onde está a CNBB? Me pergunto: o que foi feito da CNBB? Virou um covil de covardes? Virou um antro a proteger os desvios de condutas morais de padres?
Saudades dos tempos nos quais havia na Igreja Católica um contraponto ao obscurantismo e que era representado (o contraponto) pelos padres da chamada Teologia da Libertação.
Ainda bem para a humanidade que um dia existiu Lutero, que, mesmo sendo católico na sua origem, teve a capacidade de libertar o mundo da escuridão e do obscurantismo que sempre nortearam a Igreja Católica.
Aqui no Brasil, é de louvar o papel que a Igreja Universal está fazendo, tendo a coragem de publicamente denunciar o bandiditismo de alguns que se escondem de modo covarde por trás de uma batina ou na condição de supostos ‘pastoires’ – tendo como mestres do pensamento o povo da Opus Dei e da TFP.
Em tempo: sou Luterano. Sou Dilma. Sou Agnelo.

Anúncios

Acções

Information

10 responses

11 10 2010
juliano

Quais são as supostas mentiras que o Padre Rodrigo dissemina? que a Dilma, assim como o PT, ou o contrário, são favoráveis ao aborto? Se for isso não tem nada a ver com ódio, adefesa da vida á um questão ética que nasce de preocupações religiosas mas que as transcendem. O Decreto 7037/09 assinado por Lula e subscrito por Dilma diz em verbis:
“g)Apoiar a aprovação do projeto de lei que descriminaliza o aborto, considerando a autonomia das mulheres para decidir sobre seus corpos.”
Não se trata de acusações obscuras, trata-se de um programa de governo já aprovado que Dilma vai continuar. A mudança de redação dada ao Decreto em 2010, assim como a mudança no discurso de Dilma também em virtude do projeto eleitoral não muda a assencia de algo que nós católicos não transigimos. O problema do PT é que para se manter no poder passou a transigir tudo, votei no Lula 4 vezes e fico perplexo com o excesso de transigencia do PT.
Não sou Agnelo, mas voto nele pois não tenho como avalizar tudo que a Família Roriz fez “por” Brasilia em suas gestoes, principalmente por encher os bolsos. Coisa que os apoiantes de Lula minimizam fazendo parecee quase normal quando feita pelos “companheiros” de Lula. Quanto ao Governo Federal ainda não me decidi, mas o Dantas que vc afirma ser Serra é que tornou o Lulinha mililionário.

11 10 2010
juliano

Outra questão intrigante neste post é a apologia a Igreja Universal que (talvez até pior que o PT) transija qualquer coisa por $$ pois não tem fundamentos teológicos, ao contrário da Igreja Luterana que possui grandes teólogos e a melhor pós graduação em Teologia no Brasil segundo os critérios da CAPES/MEC.
E qualquer Igreja Cristâ minimamente séria tem esses temas como relevantes, pois se o debate sobre a importancia da vida humana não é relevante o que vai ser? a matriz energética brasileira, a economia?
Tudo isso é para o Homem, e antes de ter direito a energia, a economia, educação etc, deve ser garantido o Direito de ser, de existir.

11 10 2010
juliano

Esse não precisa publicar é só pra tomar conhecimento que a pedofilia não é esclusividade dos padres. Trata-se de um desvio mental e moral que perpassa todos os credos e profissoes. A maior parte dos casos de pedofilia documentados é feito pelos pais ou padrastros. E cada dia mais casos tem sido divulgados como por exemplo os judeus ortodoxos e é claro tb de pastores luteranos.
http://www1.folha.uol.com.br/mundo/767939-escandalo-de-pedofilia-leva-1-bispa-luterana-a-renunciar-na-alemanha.shtml

11 10 2010
passelivreonline

O que me repugna na hipocrisia da Igreja Católica é o não enfrentar a realidade. Qualquer credo composto por humanos é passível de ter e conviver com este tipo de desvio. O que, para mim, é assustador é a omissão, é a conivência, a cumplicidade. O próprio Papa, que foi aprendiz de nazi na juventude, tratou de colocar panos quentes e não tratar a pedofilia como seriedade. O que me deixa indignado é saber que a impunidade é acobertada por uma suposta fé.

12 10 2010
juliano

Isso que vc diz não é bem toda a verdade, o Papa de fato foi alistado no exército alemão, não por acaso só pelo fato de ser alemão.
Tenho certeza que o Senhor se alistou em algumas das Forças Militares Brasileiras… O alistamento obrigatório, principalmente em tempos de guerra declarada, não é coisa moderna e nem invensão tupiniquim.
É verdade que por muito tempo a Igreja optou pelo silêncio e acobertamento, diria que é o calcanhar de aquiles de JP II.
Mas ao contrário do que afirmas Ratzinger tem sido firme principalmente junto aos Bispos para não mais abafarem os casos e encaminharem às autoridades civis e em minha opnião é um dos seus maiores méritos. Basta ver com objetividade o que aconteceu a reaçao aos casos na Irlanda, por conta de denuncias de abuso o papa decretou intervençao numa das mais poderosas ordens católicas modernas.

12 10 2010
passelivreonline

Ratzinger, pequeno oficial nazista, é o retrato de uma Igreja que não teve e não tem sensibilidade para o mundo real. Até hoje a Igreja Católica ainda não assumiu o obscurantismo e nem se penitenciou dos milhões de seres humanos mortos durante a Inquisição – seguramente bem mais do que os milhões de judeus mortos pelos nazistas de Ratzinger. Ou seja: além de acobertar os crimes de pedofilia, Ratzinger carrega ainda a cumplicidade nos judeus mortos e é conivente ao não revelar esta outra chaga que é o assassinato de milhões de pessoas pela Inquisição.

12 10 2010
passelivreonline

Lembrete: ele não foi no alistamento obrigatório. Ele foi da Juventude Hitlerista. Foi por convicção. Ou, por conveniência e falta de convicção. Muitos cristãos morreram naquela época na Alemanha por não aceitarem ir contra suas consciências…

15 10 2010
juliano

sabe tanto quanto ratzinger e tao pouco sobre a inquisiçao… milhoes…. seria bom vc selecionar melhor seus livros de história…

15 10 2010
passelivreonline

E não foram?
Tens idéia de quanto tempo durou a Inquisição?
Foram mais de 600 anos…

15 10 2010
juliano

A idéia de inquisiçao data do ano 1100 e o principal objetivo como o nome sugere é inquerir suspeitos de heresia. Era formada sobretudo por comissoes ad hoc e não como uma instituiçao juridica permanente. O fato relevante é que tratava-se sobretudo de uma perseguiçao as ideias hereticas, que nao surgia em qualquer cabeça, mas principalmente das de pessoas letradas como Galileu ou de Força Política como Sta Joana Darc. E a ideia da matança de milhoes nao se encaixa nesse perfil. Por outro lado a intolerancia religiosa sempre existiu como ainda hoje há, basta ver o tom que algumas pessoas se dirigem a padres, pais de santo, pastores, conforme seu nicho. E naquela época, assim como hoje no oriente médio (e até bem pouco tempo na Irlanda) as discussoes religiosas assumem outra feicao, a bélica.
Assim como a Igreja Católica perseguia os hereges, dentre eles lideres protestantes, o inverso tambem ocorria nos países de maioria protestante como Alemanha e Inglaterra
É claro que devemos olhar a história com um olhar crítico e cuidar para que esses erros não se repitam mas não se pode julgar a história de uma época com critérios modernos, Galileu e um pequeno grupo era o unico a sacar que a terra girava em torno do sol, porem a biblia dizia o inverso, ora o cara tava dizendo em plena idade media que a biblia nao era o parametro pra tudo. Até hoje há quem afirme a mesma coisa. E não pense que Lutero estava à frente de seu tempo neste quisito, afinal ele cunhou o sola scriptura. Era o pensamento corrente, hoje ve-se que é equivocado, mas essas coisas demoram para percebermos. E qto ao reconhecimento em 2000 o papa Joao paulo reconheceu e pediu perdao pelos erros da cometidos pelos membros igreja referindo-se a inquisiçao inclusive. E o Bento XVI tem reconhecido e cobrado dos bispos locais que tomem providencias e alguns tem renunciado por ter acobertado casos de pedofilia e outros comportamentos graves como ocorreu na Irlanda. É só procurar fonte séria, agora se suas fontes são sites sensacionalistas de igrejas apocalipticas vais encontar milhoes e mesmo que os proprios papas matavam os hereges e coisas do genero.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: