Circo e democracia não combinam

21 10 2010

O que me assusta é que a turma do PSDB quer manter o circo em polvorosa – mas o que ela desonhece é o limite muito tênue que separa a arte da farsa. Um lutador de telecatch, por exemplo, sabe que existe uma espécie de linha imaginária que ele precisa respeitar para, mesmo sendo um faz-de-conta, envolver o espectador e assim manter-se em atividade.
Certa feita conversei com Ted Boy Marino e perguntei se nujnca tinha levado e nem dado socos de verdade e me disse que o ‘real’ muitas vezes é mais presente do que se pensa.
São memórias e reminiscências que ressurgem quando observo as imagens que o SBT captou da tresloucada ‘agressão’ da qual se fez vítima o Serra. É algo que transcende a mediocridade de uma pessoa como o Serra. É vergonhoso acreditar que vanos para as eleições tendo como contendor uma dupla bisonha, patética e ofensiva à dignidade humana que é o Serra e o Índio.
Tenho famílias que perderam filhos nos tempos da ditadura. Morreram pelo sonho da democracia. Chego ao absurdo de me perguntar: valeu o sacrifício de vidas para dar espaço para figuras como estes dois?
Nada pode justificar o espetáculo deprimente que o Serra está tentando manter em horário nobre. Bem disse Lula: ele tenta reeditar o papel vergonhoso do Rojas, em jogo do Chile contra o Brasil no Maracanã.
Mas eu vejo uma situação um pouco mais complexa, na medida em que a direita em sua inasidade, pode se valer de tudo. Lembremo-nos de Lacerda – e Serra sonha ser uma espécie de versão bufa do Corvo. Lembremo-nos da armação contra Getúlio. Resgatemos a morte como artifício de mobilização que a direita gosta de usar.

Captei do Twitter:
Serra se casou com uma Allende, imitou o Rojas, torce pelo Valdívia mas quer mesmo é ser um Pinochet.

É mais ou menos esta a realidade: orioundo da esquerda mais por oportunismo do que por convicção, Serra não teve nenhuma dificuldade para migrar para a direita. Está se sentindo um igual entre os seus iguais. A direita gosta de cultuar a imbecilidade humana. Ela se sente prazeirosamente recompensada ao ver a que ponto consegue chegar em suas ações.
Basta observar os ‘back ego’ do Serra: Sérgio Guerra, Soninha Francine, Roberto Freire, Índio, César Maia, Yeda, FHC, Silas Malafaya… O que move estas figuras é o mesmo projeto de transformar em circo a vida cotidiana. Serra foi tornando a campanha perigosamente beligerante e o fingimento no Rio denota que para este bando, não há limite.
Li um ‘post’ da Soninha – circula o boato na blogosfera de que tem as filhas trabalhando no governo do PSDB e, questionada quanto a isso, saiu-se dizendo que ela não tem culpa por elas serem competentes (mas a gente nunca sabe quando o povo do lado tucano é real ou é fake) – quis trazer um dado novo, estranho. Disse ela que na verdade a dor na cabeça do Serra teria sido por uma pedra lançada quando o Serra estava tentando entrar na van. Ou seja: é muita palhaçada para uma estúpida encenação.
Engraçado que ontem, no dia da agressão, não tinha duas situações. estranho que nenhuma TV – nem a Globo! – disse isso. Seria muito mais fácil para ao menos montar a mentira. Como diz o Paulo Henrique Amorim, tá cada vez mais parecendo com a encenação do Rojas – lembrando que o ex-goleiro também não agiu sozinho.

Não aceitar provocação

Neste momento, cabe aqui reiterar. Independente do nível de engajamento na campanha eleitoral, o fundamental é não cair na tentação de responder. Temos que ter bem presente que são distintos os compromissos das duas candidaturas.
De um lado temos o Serra que optou pelo circo – que fugiu em 64, que casou com uma Allende no Chile e quando o Chile de Allende foi ‘invadido’ pelos EUA, eis que ele, o gênio, conseguiu ser convidado a morar nos estados unidos com a sua esposa Allende. É muito circo…
De outro, temos a Dilma.
Que lutou pela democracia.
Que resistiu.
Que nunca se omitiu da responsabilidade.
Que nunca fugiu de nenhum embate ou peleia.
Para mim, o que se decide neste segundo turno é se queremos um país movido a circo – imaginemos o Serra e sua aliança com os meios de comunicação – ou se queremos continuar construindo e fortalecendo a democracia.
Eu já me decidi.
E pelo que indicam as pesquisas, a maior parte dos brasileiros também já se decidiu…





O que a bolinha de papel revelou sobre o Serra…

21 10 2010

Antes de qualquer questionamento: sou contra todas as formas de violência ou de agressão. Por isso mesmo, concordo com a deputada Manuela (PCdoB-RS) ao dizer que não é responsável o líder que diante de uma situação de conflito não busque acalmar os ânimos e, pelo contrário, opte por acirrá-los.
A bem da verdade, ao não ter o povo ao seu lado, Serra está construindo uma atmosfera de ódio. E isto não faz bem para a campanha. E isto não faz bem para o Brasil.
Certa vez li uma frase: quando um livro bate na cabeça de uma pessoa, nem sempre o som de oco vem do livro. No caso do Serra, a percepção que a gente tem, olhando a matéria do SBT, é que a encenação ridícula mostrou algumas verdades:
– Serra não é bom de cabeça!
– POr ter cabeça oca, a bolinha bateu e quico. Nem ela quis ficar perto dele!
– Serra tem reflexos retardados – demorou mais de 15 min para sentir!
– Observando as imagens, veremos que a bolinha atingiu a cabeça do Serra em um local e depois ele passa a mão em outro local.
Assim… imaginemos Serra sendo torturado. Ele contaria tudo. Entregaria tudo – como FHC está prometendo entregar.
Olhando as imagens do Serra, sou obrigado a concluir:
FHC tem razão ao dizer que Serra é desmiolado.
Cá entre nós: eu quero meu papel presidido por alguém que não tenha frescuras e nem chiliques. Eu quero na presidência alguém que tenha a dignidade de não se expor (e expor o país e nem os seus habitantes ao ridículo) atuando como um palhaço de quinta categoria.

Portanto, observem o circo: Serra e a bolinha de papel





Qual o limite do ridículo para Serra?

21 10 2010

Antes de mais nada, convenhamos – não é tolerável que num clima de ânimos acirrados, os ‘nossos’ venham a cair na esparrela de aceitar a provocação de um bando de imbecis como os tucanos. Aceitar a provocação é se igualar a eles.
Sou totalmente contrário a atos de hostilidade física – o que não quer dizer que já não tenha dados os tapas e bofetões em adversários, como também não vou levar ter ficado com a orelha quente algumas vezes.
Há, no entanto, dois aspectos que merecem a minha atenção:
1 – Serra foi disseminando um rastro de ódio e preconceito – contra negros, contra nordestinos, contra as mulheres, contra os mineiros, contra os movimentos sociais, contra os movimentos culturais, etc – que fica difícil entender de onde ele buscaria ‘governabilidade cívica’. Isto é: poder ir às ruas. Não se defrontará com esta realidade porque não tem votos. Mas como eu não confio em urnas eletrônicas, vou continuar com as minhas barbas de molho.
2 – É preciso ter cuidado com tais atos porque a parcela majoritária da mídia comprometida até o talo com o Serra, esta tratará de mostrar o ato como uma demonstração de radicalização.

Palhaço ou político?

Diante de tantas evidências, de tantos desmascaramentos, de tantas mentiras deslavadas, eu me pergunto – entre triste e envergonhado: qual o limite do ridículo para Serra e os seus?
Este povo da direita está doente. Perdeu a noção do ridículo. Estão se portando feito palhaços – sem terem a dignidade da arte deles. Ontem aquela figura deplorável do Sérgio Guerra dizendo que o Vox Populi era um instituto de merda – pode ter usado outras palavras, mas foi isto que ele quis dizer – e hoje vem o Ibope, e não apenas confirma os números, como os sedimenta ainda mais.
Eu sempre disse e repito: voto na Dilma e meu único medo está nas urnas eletrônicas. Eu não confio nelas. Melhor: confio tanto nelas quanto confio na capacidade jurídica do Gilmar Mendes. Mesmo em vantagem nas pesquisas, o que conta é voto na urna. Ou seja: o Serra até pode ganhar, mesmo sem votos para tanto.
Mas mesmo eu votando na Dilma (e no Agnelo), creio ser muito ruim para a democracia e para a classe política iobservar o comportamento de figuras como Serra e sua trouppe de insanos, como um bando que vaga…
Deste modo, capto do Twitter algumas mensagens que considero lapidares, e que mostram como o povo reagiu à palhaçada da ‘agressão’ que o ainda candidato Serra recebeu e que para a OAB (outra instituição que já não tem mais sentido de existir, pois é apenas um cartório a defender o corporativismo dos advogados sem nenhum compromisso com o povo, com a sociedade) chega a se configurar num atentado à democracia.:

DrRosinha Goleiro chileno Roberto Rojas foi banido do futebol pela Fifa. Serra será banido da política pelos brasileiros #SerraRojas

tudoencima Falei que o Serra vendeu a alma pro diabo dividiu as igrejas infernizou os mata mosquitos e armou um bolinha de papel com a Globo e folha

psycoloko RT ai pra gente: Serra, de papel nao pode… e bolinha do nariz pode???? http://migre.me/1FzKI

rafaelpss Depois do que aconteceu com Serra, guerrinhas com bolinhas de papel na sala de aula serão considerados crime hediondo.

stadoanarquista Serra fez tomografia depois de ser atingido por bola de papel. Mas médicos declaram que não houve inserção de ideias, era papel higiênico…

passelivredf Ao levar uma bolinha de papel na cabeça, Serra tem o argumento básico para dizer que esqueceu todas as mentiras que já disse na campanha.

cury_roger Serra promete: Ministério da Seguraça servirá pra não deixar bolinhas de papel bolivianas chegarem ao Brasil. #serrarojas

gustavoschirmer Jogar bolinha de papel no candidato é molecagem, mas pretextar agressão por isso é coisa de canalha. #agressãonão

ProtogenesQ No SBT mostra a imagem de uma bolinha de papel. A dor que ele está sentindo é de consciência. Viva Dilma a nossa Presidente!!!

profbetobraga Era uma cabeça muito engraçada/não tinha cabelo não tinha nada…. depoimento da bolinha de papel.

AprendiNaGLOBO Jogar durex no Serra é crime contra a democracia. Descer o cacete em professor é lindo e super democrático. #agressãonão #serrahipócrita

sidnei Será que meu plano de saúde cobre violencia com bolinhas de papel? Se nao, vou cancelar.

HelenLima13 RT: #agrassaonao Nunca antes na história desse país uma bolinha de papel foi responsável por uma tomografia.

ladoerre Porra, Serra! Então quer dizer que era só uma bolinha de papel?! Tu é um almofadinha mermo, bixo!!!

Ro_anna Por favor absolvam a fita crepe, a bolinha de papel merece ser presa,

Bierhals Se o Serra faz tomografia por uma bola de papel, que dirá levando pau da ditadura. Entregava até mãe.

lolaescreva #serrarojas Próx capa da Playboy: #bolinhadepapel deixa candidato tonto! Toda a sensualidade da bolinha em fotos de JRDuran.

Resolvi fazer um adendo com novas pérolas…

Alice_Alvarez boa noite a todos e a todas, e por favor guardem as bolinhas de papel! vamos jogar bexiguinha com agua benta!

josezunga Serra alvejado pel o IBOPE e leva 11 po ntos na cabea… http://twitpic.com/2zdes3

linealoka Como pode alguém achar mais “jornalístico” uma bolinha d papel do q milhões d telefonemas anônimos contra uma candidatura? #jn #agressaonao

CintiaBarenho RT : Dilma teve câncer, fez quimio e anda o Brasil td trabalhando. Serra leva 1 bola d papel n cabeça e dá chilique. #serrameerra

malupr O objeto não identificado que atingiu Serra, deve ter sido algum pedaço da nave-mãe querendo levar ele de volta pro planeta de origem…

midiacrucis típico efeito de um retardado RT : O Serra é tão retardado q só sentiu os “efeitos” da bolinha 20 min depois.

opetista BOLETIM MÉDICO URGENTE Após ser atingido por #bolinhadepapel, Moral de #serrarojas entra em coma.

Pe_Celso Jogar durex no Serra é crime contra a democracia. Descer o cacete em professor é lindo e super democrático. #agressãonão #serrameerra

felipe_liberal Um homem que diz ficar tonto e quase desmaia por causa de uma #bolinhadepapel está preparado pra governar o Brasil?