Circo e democracia não combinam

21 10 2010

O que me assusta é que a turma do PSDB quer manter o circo em polvorosa – mas o que ela desonhece é o limite muito tênue que separa a arte da farsa. Um lutador de telecatch, por exemplo, sabe que existe uma espécie de linha imaginária que ele precisa respeitar para, mesmo sendo um faz-de-conta, envolver o espectador e assim manter-se em atividade.
Certa feita conversei com Ted Boy Marino e perguntei se nujnca tinha levado e nem dado socos de verdade e me disse que o ‘real’ muitas vezes é mais presente do que se pensa.
São memórias e reminiscências que ressurgem quando observo as imagens que o SBT captou da tresloucada ‘agressão’ da qual se fez vítima o Serra. É algo que transcende a mediocridade de uma pessoa como o Serra. É vergonhoso acreditar que vanos para as eleições tendo como contendor uma dupla bisonha, patética e ofensiva à dignidade humana que é o Serra e o Índio.
Tenho famílias que perderam filhos nos tempos da ditadura. Morreram pelo sonho da democracia. Chego ao absurdo de me perguntar: valeu o sacrifício de vidas para dar espaço para figuras como estes dois?
Nada pode justificar o espetáculo deprimente que o Serra está tentando manter em horário nobre. Bem disse Lula: ele tenta reeditar o papel vergonhoso do Rojas, em jogo do Chile contra o Brasil no Maracanã.
Mas eu vejo uma situação um pouco mais complexa, na medida em que a direita em sua inasidade, pode se valer de tudo. Lembremo-nos de Lacerda – e Serra sonha ser uma espécie de versão bufa do Corvo. Lembremo-nos da armação contra Getúlio. Resgatemos a morte como artifício de mobilização que a direita gosta de usar.

Captei do Twitter:
Serra se casou com uma Allende, imitou o Rojas, torce pelo Valdívia mas quer mesmo é ser um Pinochet.

É mais ou menos esta a realidade: orioundo da esquerda mais por oportunismo do que por convicção, Serra não teve nenhuma dificuldade para migrar para a direita. Está se sentindo um igual entre os seus iguais. A direita gosta de cultuar a imbecilidade humana. Ela se sente prazeirosamente recompensada ao ver a que ponto consegue chegar em suas ações.
Basta observar os ‘back ego’ do Serra: Sérgio Guerra, Soninha Francine, Roberto Freire, Índio, César Maia, Yeda, FHC, Silas Malafaya… O que move estas figuras é o mesmo projeto de transformar em circo a vida cotidiana. Serra foi tornando a campanha perigosamente beligerante e o fingimento no Rio denota que para este bando, não há limite.
Li um ‘post’ da Soninha – circula o boato na blogosfera de que tem as filhas trabalhando no governo do PSDB e, questionada quanto a isso, saiu-se dizendo que ela não tem culpa por elas serem competentes (mas a gente nunca sabe quando o povo do lado tucano é real ou é fake) – quis trazer um dado novo, estranho. Disse ela que na verdade a dor na cabeça do Serra teria sido por uma pedra lançada quando o Serra estava tentando entrar na van. Ou seja: é muita palhaçada para uma estúpida encenação.
Engraçado que ontem, no dia da agressão, não tinha duas situações. estranho que nenhuma TV – nem a Globo! – disse isso. Seria muito mais fácil para ao menos montar a mentira. Como diz o Paulo Henrique Amorim, tá cada vez mais parecendo com a encenação do Rojas – lembrando que o ex-goleiro também não agiu sozinho.

Não aceitar provocação

Neste momento, cabe aqui reiterar. Independente do nível de engajamento na campanha eleitoral, o fundamental é não cair na tentação de responder. Temos que ter bem presente que são distintos os compromissos das duas candidaturas.
De um lado temos o Serra que optou pelo circo – que fugiu em 64, que casou com uma Allende no Chile e quando o Chile de Allende foi ‘invadido’ pelos EUA, eis que ele, o gênio, conseguiu ser convidado a morar nos estados unidos com a sua esposa Allende. É muito circo…
De outro, temos a Dilma.
Que lutou pela democracia.
Que resistiu.
Que nunca se omitiu da responsabilidade.
Que nunca fugiu de nenhum embate ou peleia.
Para mim, o que se decide neste segundo turno é se queremos um país movido a circo – imaginemos o Serra e sua aliança com os meios de comunicação – ou se queremos continuar construindo e fortalecendo a democracia.
Eu já me decidi.
E pelo que indicam as pesquisas, a maior parte dos brasileiros também já se decidiu…

Anúncios

Acções

Information

One response

24 10 2010
Werner Piana

Excelente artigo! Parabéns.

#SerraMeErra #Brasil13 #SerraRojas #redeGloboMente #GloboCensura #VejaMente #VejaFede …

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: