Mantega e o deslumbramento tupiniquim

11 04 2011

Nada contra, mas é totalmente fora de sentido um ministro de Estado, no caso da Fazenda, ter tempo para se encontrar com um roqueiro – Bono, que é uma espécie de arroz de festa – enquanto alega falta de espaço na agenda para receber micros e pequenos empresários.
Já seria uma falta do que fazer se a Ministra da Cultura resolvesse recebê-lo, imagina então o titular da pasta da Fazenda. O deslumbramento conta alto e revela a pobreza intelectual deste ministro. Também não me agrada esta sucessão de audiências que FHC, Lula e Dilma concedem a artistas estrangeiros – como se eles tivessem algo a contribuir com a mudança de nossa realidade social. Se quiser mostrar algum compormisso com a cultura, que abra agenda para receber os nossos artistas, nossos bons músicos e escritores (menos Paulo Coelho).
Em tempo: Votei em Dilma.





UnB confirma: terça-feira, 12, não haverá aula

11 04 2011

Com a dificuldade de comunicação, tendo em vista que as chuvas acabaram causando transtornos na parte de tecnologia de infdormação, a UnB está se valendo do twitter para se comunicar com a comunidade acadêmica e a sociedade em geral. Assim, foi confirmada há pouco a manutenção da suspensão das aulas em todo o Campus Darcy Ribediro nesta terça-feira, dia 12.
Ainda não está decidido oficialmente o retorno das aulas na quarta, decisão que deverá ser comunicada somente na terça-feira, 12, após uma série de exames técnicos. O maior cuidado estrá com a parte das instalações elétricas – pelo temor de choques.
Assim, é esperar para saber se as aulas voltam mesmo na quarta ou, como defendem alguns, somente na segunda-feira, dia 18.





UnB define nesta segunda, 11, retorno à normalidade

11 04 2011

Ainda não está definido que as aulas da UnB, no Campus Darcy Ribeiro, voltam à normalidade nesta terça-feira, 12. Tudo vai depender de uma rigorosa inspeça feita pelos técnicos de segurança da insituição, além da defesa civil e da própria CEB.
Alguns segmentos acadêmicos defendem que as aulas sejam suspensas durante toda a semana, fazendo assim com que os calendários dos campus de Ceilândia, Gama e Darcy Ribeiro voltassem ao mesmo ciclo – lembrando que nos dois primeiros houve paralisação por conta da luta dos alunos por melhores instalações e para pressionar pela conclusão das obras.
Pelo modelo ‘pedagógico’ utilizado pela UnB, o fato de um instituto ou departamento não ter sido atingido pelas águas não quer dizer muita coisa, porque é comum, por exemplo, que alunos de Administração tenham aulas no ICC. E o mesmo vale para outros cursos.
Até o final do dia a UnB anuncia um cronograma de volta às atividades.