Audiência com Lula: panelinhas tentam tomar conta da blogosfera

23 11 2010

A blogosfera brasileira tem na sua diversidade uma de suas principais características. Há milhões de blogueiros – e não creio que a importância deles seja pelo chamado número de acessos, porque isto depende de muitos outros fatores. (Esta, por sinal, é uma luta dos editores de revistas e jornais que lutam contra o modo tucano que domina a Secom, onde o custo por mil é mais importante do que a qualidade do conteúdo) No Encontro dos Blogueiros Progressistas, em SP, eu coloquei a minha preocupação com a clara tentativa de criar um sistema de castas – onde o estrelismo e o egocentrismo contam mais que fatores como solidariedade.
Infelizmente, os meus piores presságios – e lembro que na oportunidade o Nassif disse, por estar na mesa, que era uma visão equivocada minha. Agora, percebo que não. Conformou-se e confirmou-se a percepção de que o mesmo necrosado e pelos brasileiros derrotado paulistanismo – que tanto mal faz para o jornalismo brasileiro (Veja, Globo, Estadão, Folha), para a política nacional (PSDB, PPS e segmentos deslumbrados do PT), para a nossa brasilidade (vide as manifestações de ódio, preconceito e racismo) e poderia elencar outros setores nacionais que penam por conta deste paulistanismo – tenta transformar a blogosfera num território dominado por uma panelinha de paulistas. Neste desenho, os demais blogueiros tem, como está posto na mensagem recebida, o direito de transmitir…
Quem definiu a nominata dos ‘convidados’?
No jogo de empurra, disseram que foi o Planalto.
E o Planalto não escolheu nenhuma blogueira mulher?
E o Planalto só chamou blogueiros paulistas (ainda que morem em outros estados), ou que também trabalhem em ‘veículos’ paulistas?
O assunto vem sendo tratado com tal sigilo que, quando inadvertidamente alguém me falou deste assunto ontem, pediu pelo amor de Deus manter segredo – para não ter problema com a repercussão.
Posso dizer que pelos nomes revelados, ali está a mesma panelinha que tem como pressuposto a arrogância de querer mandar e comandar a blogosfera. É a carcomida visão paulistana de que o mundo gira em torno do umbigo deles e que o resto… bom, o resto é só o resto…