Jorge Martins – O Crocodilo de 24 de março

24 03 2011

A NOITE DE SÁBADO JÁ ERA

Se algum membro da crônica esportiva nacional pensava em continuar ‘usando’ as noites de sábado para curtir com a família, namorada ou simplesmente para ver um filme ou bater papo num bar com os amigos, pode tirar o cavalinho da chuva. Já era! A Confederação Brasileira de Futebol vem de decretar que o Brasileirão 2011 da Série A também terá jogos aos sábados, às 21 horas. Ou seja: após um sábado com futebol desde as primeiras horas da manhã com os campeonatos inglês, alemão, espanhol, italiano, russo e jogos do Brasileirão das séries A e B, além de jogos às segundas, terças, quartas, quintas e sextas-feiras com jogos das séries B, C e D, vespertinos e noturnos, eis que o Imperador Teixeira agora também nos impõe a realização de jogos aos sábados, a partir das 21 horas.
É claro que sempre existirão aqueles que aplaudirão a medida. Conheço alguns cidadãos que deverão adorá-la. Como não saem de casa nunca (quando muito vão à banquinha de jornais da quadra buscar o jornalzinho do dia), com certeza, deglutirão satisfatoriamente a ideia, com garfo e faca. Não são tantos, mas existem. Quanto aos demais torcedores e profissionais da área (a grande unaniminidade) que serão obrigados a esticar seus plantões também aos sábados, que se lasquem!
O que teremos pela frente? Simples: estádios cada vez mais vazios, baixas rendas e mais e mais prejuízos para os clubes, como se estivessem nadando em dinheiro e a metade deles já não estivesse comprometida com o adiantamento de cotas da TV até 2012. Lamentável! É isso aí!

—-

O GRANDE RECEIO

Apoiado por outros 12 distritais, o deputado Israel Batista (PDT) entrou com pedido na Câmara Legislativa visando à criação de uma comissão especial destinada a fiscalizar as obras e verbas da Copa do Mundo em Brasília. Um dos itens principais da medida, é saber a exata destinação das verbas e se a estrutura construída (estádio para 70 mil pessoas?) do futuro estádio não se constituirá num novo elefante branco candango. Ainda esta semana, os parlamentares decidiram pela criação de uma Frente Parlamentar dos Esportes, que deverá ser instalada dia 6.

—-

RALO FUNDO

Segundo o jornal Folha de São Paulo, o Ministério dos Esportes investiu no ano passado R$ 70 milhões em estádios que estão fora do Mundial. Pior: até para alguns que serão demolidos, como o Machadão (RN). A nova Arena potiguar a ser construída, terá capacidade para 60 mil pessoas. Como em Brasília, a média de público do campeonato estadual é de 5 a 7 mil torcedores. Trata-se do dinheiro público rolando para o ralo fundo (contas bancárias) dos espertos.

—-

ASSIM NÃO DÁ!

Conjugamos em gênero e número com o trepidante apresentador do programa Balanço Geral (TV-Record), Henrique Chaves, quando afirma que não dá mais para aturar os Secretários do GDF e administradores regionais justiticarem a ausência de providências sob a alegação da tal ”herança maldita”. A desculpa virou rotina. Será que a simples limpeza numa caixa d’àgua de escola carece de verba emergencial? Pras profundas! Basta!

—-

BOLA DENTRO

Nota mil para a indicação do narrador Milton Leite do SportTv para o time principal de narradores da TV Globo. No último final de semana ele estreou na emissora-nave narrando o Mundialito de Futebol de Areia. Em abril ,ele entrará na escala de transmissão dos jogos dos estaduais, Copa do Brasil e Brasileirão, revezando com Cleber Machado e o papagaio Luiz Roberto.

—-

GOL DE PLACA

O Gol de Placa da semana foi marcado pela deputada Mara Gabrilli (PMDB-SP), que repudiando o tratamento das empresas aéreas aos passageiros portadores de necessidades especiais, a parlamentar cobrou da Anac o cumprimento das normas que obrigam as empresas a prestarem atendimento específico aos deficientes, como disponibilizar elevador para embarque e desembarque, bem como divulgarem a existência do desconto de 80% nas passagens dos seus acompanhantes.

—-

CACIQUE

Um dos mais famosos blocos carnavalescos do Rio, o Cacique de Ramos, será o enredo da Mangueira no ano que vem. Será uma homenagem da verde-e-rosa aos 50 anos do blocão de Ramos, onde surgiram, dentre outros tantos expoentes do samba carioca, a botafoguense Beth Carvalho e o vascaino Zeca Pagodinho. Valeu, Mangueira!!! Nota mil!

—-

GANHA MAS NÃO LEVA

Mesmo que seja campeão do Candangão, o Formosa (GO) não participará da Copa do Brasil 2012 como representante do futebol do DF. A CBF não permite. Segundo fontes da FBF, a informação teria sido prestada ao Formosa durante reunião do Arbitral, no início do ano.

—-

SEM BIRITA

O deputado Paulo Teixeira, líder do PT na Câmara, sugeriu ao presidente da CBF, Ricardo Teixeira, que a entidade coloque uma cláusula nos contratos dos técnicos (caso do Mano Menezes), proibindo-os de fazer propaganda de bebidas alcoólicas, por incentivo à bebedeira. Estamos com ele. Válido lembrar, porém, que um dos maiores patrocinadores da CBF é uma cervejaria. Posto isto….

—-

ESCOLINHA DO BOTAFOGO

A diretoria do Botafogo deu sinal verde para à abertura de uma nova escolinha de futebol do alvinegro. Será em Sobradinho, onde o beneficiário pelo aval do Glorioso já conseguiu da administração regional a disponibilização de uma área. Restam apenas alguns detalhes para a inauguração. A do Guará, por falta de área, ainda não saiu do papel.

—-

AGORA É LEI (I)

A presidente Dilma Rousseff sancionou dia 16 a Lei nº 12395/2011, que institui e altera normas gerais sobre desporto, na qual a imprensa esportiiva do país não foi esquecida. Graças a uma emenda do senador Álvaro Dias (PSDB-PR e ex-cronista esportivo), o Congresso aprovou e a presidente sancionou dispositivo (art. 90-F) que garante aos cronistas credenciados pelas associações estaduais e nacional seu acesso e locais de trabalho nas praças esportivas de todo o país.

AGORA É LEI (II)

Eis a íntegra do Art. 90, Inciso F: ”Os profissionais credenciados pelas Associações de Cronistas Esportivos quando em serviço têm acesso a praças, estádios e ginásios desportivos em todo o território nacional, obrigando-se a ocupar locais a eles reservados pelas respectivas entidades de administração do desporto”.

—-

E OS OUTROS?

O programa Bolsa Atleta deverá consumir R$ 40 milhões, dos quais R$ 36 milhões serão gastos com atletas dos esportes olímpicos, isto é, mais de 92% da verba total do programa. O que deixa transparecer um grande deficit na destinação de verbas para modalidades não olímpicas. Too bad!

—-

PERGUNTAR não ofende: será que o GDF concluiu o pagamento das obras de ampliação das pistas em frente ao Zoológico, transformadas em oceanos quando chove? Se não concluiu, ótimo! Aquela obra é uma vergonha! Sacanagem explícita em cima do povo desta cidade.

—-

MICO DA SEMANA

Roubarem um ônibus em plena Rodoviária de Brasília, vá lá. Afinal, ali já roubaram até mesmo uma ambulância. Mas, cacetas roxas!!! O ladrão sair daqui e ir até Barreiras(BA), a quase 700 kms do DF, sem ser parado uma única vez pelos quase oito postos da Polícia Rodoviária Federal, PM, etc – é mico internacional. Posto isto não há como a coluna deixar de outorgar o nosso distinto troféu àquelas dignas autoridades. Gorilaço, amigos!

—-

CROC_S

NO BEZERRÃO, na tarde deste sábado, às 16 horas. Gama e Brasiliense iniciam suas campanhas nas semifinais do Candangão. Amanhã, no Cave, às l6 horas será a vez do Botafogo-DF receber a visita do Formosa. /// O BRASILIENSE fechou o turno-returno do Candangão com “apenas” 12 pontos de vantagem sobre o segundo colocado. O Jacaré luta para conquistar seu primeiro título invicto no futebol da cidade. /// PARA o jogo deste sábado, aliás, tarde. Urge que a PMDF seja rigorosa e monte seu melhor esquema para conter os vândalos das torcidas organizadas dos dois clubes. A impunidade desses crápulas têm de acabar. Ou o futebol do DF acabará antes. /// RECORDAR é viver: ainda em termos de futebol candango, válido será recordar que em 1977 o time do CEUB chegou ao final do returno com boa vantagem sobre o segundo colocado. Pois bem. Já na fase semifinal, a federação “armou”, mudou o esquema e num empate com o Brasília na final. O Ceub perdeu o título. E, inconformado, deixou o futebol profissional da cidade. Olho vivo, Jacaré, olho vivo! /// ÚLTIMO colocado na tabela geral do Cariocão, o América, vive um novo drama fora das quatro linhas em razão da carta de intenções assinado pelo seu presidente com uma empresa, cedendo a área para a construção de um shopping center na sua sede de Campos Salles. /// VÁLIDO será lembrar, que nos anos 90 o clube negociou o estadinho do Andaraí para a construção do Shooping Center Iguatemi. Os conselheiros prometem reagir e “melar” o negócio. /// O BOTAFOGO comunicou a Federação do Rio, que reservou o Engenhão para dois shows do ex-Beatle McCartney nos dias 21 e 22 de maio, exatamente na abertura da Série A. A bomba sobrou para a dupla Fla-Flu, cujos jogos da primeira rodada serão no Rio e estavam marcados para o estádio do alvinegro. /// DENTRO de dois ou três meses o brasiliense deverá contar com mais um jornal de circulação diária. /// O TEMPO passa e pouco ou quase nada sabe-se da intenção do Governo do DF com relação a reforma do estádio Mané Garrincha, se o estádio terá capacidade para 45 ou 70 mil pessoas. O segredo é imenso (mesmo diante do fato de que à abertura do Mundial será em São Paulo). /// MENOS ainda, sabe-se sobre as reformas nos quatro demais estádios visitados pela Fifa para os treinos das seleções do grupo de Brasília no Mundial de 2014. Todos, sem exceção, sem as mínimas condições exigidas pela entidade internacional. /// A CAMISA do Flamengo oferecida pela presidente Patricia Amorim ao presidente Obama, não foi a única que ele levou para os States. Antes de seguir viagem, o governador Sergio Cabral presenteou Obama com camisas do Vasco, Botafogo e Fluminense. Ainda bem. /// O PROCURADOR-Geral da República Dr. Roberto Gurgel, pasmem, ficou de fora da relação da lista do Cerimonial da Presidência da República nas solenidades de Brasília. Foi convidado para dar presença apenas ao discurso do presidente norte–americano no Teatro Municipal,no Rio. /// NINGUÉM entendeu: Minas Gerais tem 24 deputados. Apesar disso, eis que nos deparamos no jornal da Câmara com um pedido de verba para a cidade mineira de Coramandel formulado pelo deputado candango Izalcy Lucas. É isso aí!





Jorge Martins – O Crocodilo 16 e 17 de março

17 03 2011

VIDA DE FOTÓGRAFO

Sob sol ou chuva, afagos ou pancadas, eles estão sempre a postos para colher os flagrantes que o leitor vê nos jornais, revistas, sites e blogs. Na foto, sob o temporal temporal que caíu sábado, no Abadião (Ceilândia) o nosso companheiro e amigo Chiquinho Stuckert mostra como a coisa funciona para eles: preferem proteger seus “canhões” de fotos do que a si próprio. Eles são assim. Salve os fotógrafos do Brasil

—-

O BICHO NÃO É TÃO FEIO

Não há dúvida que a notícia da intervenção judicial (TJDFT) na Federação Brasiliense de Futebol pegou a todos de surpresa. Em princípio, óbvio que chegou a causar certo impacto. Ao afastar presidente e vice, respectivamente, de uma só cajadada, claro que a decisão judicial deixou transparecer a todos uma situação excessivamente delicada, como malversação de verbas públicas, coisa assim. Mas não é isso. O bicho não é tão feio como pintaram. O que teria ocorrido, sim, foi a destinação indevida de verba liberada pelo GDF para aplicação num projeto esportivo, e não distribuída entre o Gama, Brasiliense e CFZ, por representarem o futebol da cidade nas suas séries no Campeonato Brasileiro, como exposto na sentença. Bem diferente, portanto, de alguém da FBF apossar-se indevidamente do dinheiro público.
Ademais, da decisão cabe ainda recurso ao Tribunal de Justiça do DF. Trata-se, por enquanto, de sentença de primeira instância. Pelo exposto, após verificar a existência de irregularidades na aplicação da verba, na destinação indevida que teria sido dada pelo FBF, em se tratando de dinheiro público o juiz houve por bem determinar a intervenção. O que não sei (só mesmo vendo os autos da ação), é o que a FBF teria exposto em sua defesa, principalmente o presidente (licenciado) Fábio Simão, que emitiu a destinação do numerário. O que também não entendo é como um fato ocorrido em 2004 teria passado despercebido pelo Tribunal de Contas do Distrito Federal, que analisa a liberação e aplicação das verbas liberadas pela GDF às suas Secretarias e, consequentemente, delas as federações. Afinal, já se vão aí oito anos. Complicado, complicado.
Pelo que depreendi ainda, o então vice, Paulo Araujo (atual presidente em exercício), não assinou nada, não autorizou nada. A destinação era da alçada do presidente, que recebendo o repasse da Secretaria, era e foi o responsável pela distribuição da verba. Pior, bem pior do que isso, no entanto, é constatarmos diariamente meterem à mão no dinheiro público através de maracutaias diversas. Bem ou mal, essa verba foi aplicada. Ninguém ficou com centavo dela. E as que saem para os bolsos de terceiros às custas das imorais verbas emergenciais, etc, etc.? É isso aí!

—-

PRESENÇA DA ABCD INCOMODA

Não teria como deixar passar em brancas nuvens a estranhesa do meu amigo e colunista do Caderno de Brasilia, José Bonetti, com relação ao fato de a Associação Brasiliense de Cronistas Desportivos-ABCD- e Federação Brasiliense de Futebol, na pessoa do seu presidente, Paulo Araújo, não terem sido convidados (sequer informados, essa é a verdade) para um encontro realizado há dias em Brasilia, reunindo membros da Fifa, da CBF e do GDF.
Por qual razão não teriam convidado o presidente da FBF, responsável pelo futebol da cidade, francamente como desconheço o motivo. Foi como fazerem festa no Vaticano e não convidarem o Papa. Coisa assim. Uma indelicadeza e grosseria incomuns numa cidade que, tida e havida como Capital da República, repleta de órgãos com cartilhas mil de cerimoniais, se apresenta como sede de uma Copa do Mundo.
Com relação a exclusão da ABCD do encontro, porém, é mais fácil explicar. A entidade, como representante da crônica esportiva candanga e porta-voz direta da Associação Brasileira de Cronistas Esportivos-Abrace-, é vista como espiã na busca pela moralidade. Verdadeira Persona non Grata para aqueles que não a querem por perto, que têm medo das suas paticipações, contestações e independência. A ABCD nunca pediu-lhes qualquer favor. Vive das suas posses, das anuidades dos seus associados. Não troca favores por migalhas ou promessas de status e verbas para si. Se solicitações faz (justíssimas), é sempre em favor dos seus associados, das aguerridas e sofridas equipes esportivas das nossas emissoras (que durante todo o ano acompanham o esporte da capital, fazendo das tripas coração para se manterem no ar).
Amigo Bonetti, o escriba aqui tem 50 anos de estrada no jornalismo. Não começou ontem. Pega tudo no ar. Sabe, por exemplo, que ao convidá-lo, o vice-presidente da CBF, Weber Magalhães, até certo ponto chegou até mesmo a burlar o esquema oficial. Pode crer: não querem mesmo a imprensa por perto, quem opine, quem conteste. Ou, como na maioria dos estados que sediarão, a Copa, já teriam indicado um membro em suas comissões pró-Copa.
Aliás, pelo que tenho observado, até mesmo nosso governador (e botafoguense) Agnelo Queiroz parece estar blindado com relação aos velhos amigos e conhecidos da crônica. Não me parece mais, realmente não, aquele amigo de então. É impossível que na sua agenda não disponha de 10 minutos para ouvir algumas coisas do nosso interesse… e dele também. Distanciou-se por completo. Uma pena, uma pena! É isso aí.!

—-

PERGUNTAR não ofende: será que ao anteciparem a rodada do domingo para sábado, a Federação Brasiliense de Futebol e os clubes pensaram no fato de a PMDF estar com quase 90% do seu efetivo voltado para a visita do presidente Barack Obama? E que, com isso, poderá não ter como dar cobertura a todos os jogos da rodada? Aliás, se alteraram apenas o jogo de um estádio, mantendo todos os demais como programados, por quê a antecipação? Meu Deus!

—-

C R O C _S

O PRESIDENTE do Brasiliense, Luiz Estêvão, tem mesmo de ir à Justiça Comum na busca dos direitos do clube. Foi dessa forma que, em 2000, o Gama conseguiu reverter sua exclusão do Brasileirão. O alviverde perdeu todas na Justiça Esportiva, mas graças a um trabalho jurídico notável e memorável do seu atual presidente, Paulo Goyas, ganhou todas na justiça comum. /// GANHOU na Justiça de Primeira Instância, no TJDFT, na Justiça Federal de Primeira Instância do DF e São Paulo, no Tribunal Regional Federal da 1ª Região (sediado no Distrito Federal) e no Superior Tribunal de Justiça – não perdeu uma! /// GAMENSE alguma tem como esquecer-se disso. Não fosse Paulo Goyáz, a imprensa candanga (que motivou a paulista e carioca a favor da causa gamense da cidade) e a própria população do DF e seus muitos abaixo-assinados, e o Gama dificilmente teria conseguido êxito na guerra travada contra a CBF. /// O BRASILIENSE teve, sim, seu direito atropelado pela Justiça Desportiva. A inclusão do Duque de Caxias foi uma vergonha para a Justiça Desportiva. Idêntica a que praticou contra o Gama. /// O CLUBE carioca usou indevidamente dois jogadores que estavam punidos com o terceiro cartão amarelo. Caso cristalino de suspensão automática. Não respeitou, escalou-os e devia ser punido. Isso é uma vergonha! /// O JACARÉ tem mesmo é de botar a mandíbula pra fora e ir atrás dos seus direitos, mesmo participando da Série C. O que não pode é fazer o jogo da CBF e da justiça desportiva.Tem de cumprir a tabela para, após seis meses, ingressar na justiça comum. Nem que seja atrás apenas de boa e bojuda indenização. /// COM relação a recorrer à Fifa, confesso-lhes não acreditar que consiga absolutamente nada. A Fifa não é muito melhor que a CBF ou a nossa justiça desportiva. Blatter e Teixeira comem no mesmo prato. /// SE recorrer internacionalmente tem de fazê-lo perante o Tribunal Internacional de Haia. O Flamengo (com Márcio Braga) já fez isso. Só que, dias mais tarde, retirou a ação (a pedidos). E conseguiu o que queria. /// A TABELA do Candangão está totalmente desacreditada. O que os dirigentes estão fazendo, alterando-a a cada nova semana, desmoraliza o futebol da cidade. Um vexame! /// SERGIO Duque, da equipe de apoio da ABCD, será o responsável por conduzir em seu fon-fon, nesse sábado os cachorinhos farejadores de explosivos trazidos dos Estados Unidos a Brasília por agentes do FBI e da CIA. /// A PRIMEIRA coisa que os “xerifes”fizeram ao entrar no carro dele, no Aeroporto JK, foi cheirar tudo. Até o Sergio foi cheirado. Se em época de festas juninas, com cheiro de pólvora de bombinha na mão, certamente ele já era! É isso aí!