Rosso, mentiroso como Arruda?

17 06 2010

Realmente Brasília tem sofrido reiteradas decepções com a falta de hombridade de seus homens públicos. Rogério Rosso, recém chegado, é destas figuras que, guindadas a uma condição de vitrine, acabam botando os pés pelas mãos.

A primeira condição de um homem é a sua palavra.

E Rosso, tal qual Arruda, mentiu de modo deslavado, expondo até suas filhas e esposa. O que esperar de um sujeito pusilânime assim? O que esperar de alguém que ‘chega’ a vida política pelas mãos de Roriz e depois é mantido em destaque por Arruda?